Última hora

Última hora

O regresso a casa dos soldados norte-americanos

Em leitura:

O regresso a casa dos soldados norte-americanos

Tamanho do texto Aa Aa

Heather Shoaf anunciou, contente, a aterragem do avião em que o marido regressava ao Maine do Iraque. Uma ansiedade repartida por milhares de famílias americanas.

Será que o marido está diferente? Será que o Iraque o mudou? A mulher pensa que sim… que mudou ele e todos os que estiveram em missão no Iraque.

Heather e as duas filhas pequenas, Maddie e Taylor, vivem na base militar de Fort Bliss no Texas.
A mãe tem dificuldade em explicar a ausência do pais às meninas, mas elas, resolveram muito bem a questão: o pai é um super herói e por isso não tem estado em casa.

“Não lhes posso trazer o pai do trabalho nem melhorar a situação. Não as posso deixar a falar sozinhas. Todas as pequenas coisas do quotidiano, as histórias bizarras que contam. Ele não está aqui para ver. Faz parte do trabalho que escolheu e por isso elas pensam que ele é um super-herói. Quando lhes perguntam, elas respondem que o papá é um super-herói”.

A unidade de Mark, marido de Heather, é uma das últimas a entrar do Iraque. Tem 300 elementos e o lema “sempre pronto”. Passou nove meses em Kirkuk . Mark falou connosco à chegada, depois de 20 horas de voo do Kuwait com escalas na Alemanha, Maine e El Paso.

Mark Shoaf, acima de tudo, sentiu a falta da mulher e das filhas, com três e quatro anos, que estão a crescer. É estranho assistir por vídeo, queixa-se.

A unidade apenas sofreu duas baixas, apesar de ter vários feridos. E muitos podem vir a sofrer stress pós-traumático no futuro.

Só no ano passado, houve perto de uma centena de suicídios de veteranos das guerras do Afeganistão e do Iraque.

O capelão de serviço, Steve Roumelle, explica que há um período de adaptação difícil à chegada. Eles não sabem o que os espera.

E o bispo Harrison Johnson conclui que eles estiveram ausentes muito tempo das mulheres ou dos maridos, além do traumatismo da guerra. É preciso dar-lhes tempo, um período para recuperar.

Muitos chegaram aos Estados Unidos antes da data limite, 31 de Agosto. 4400 soldados morerram e mais de 30 mil ficaram feridos.