Última hora

Última hora

Moscovo restringe venda de bebidas alcóolicas

Em leitura:

Moscovo restringe venda de bebidas alcóolicas

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo proíbe a partir de agora a venda de vodka e de bebidas com mais de 15 por cento de álcool, em supermercados e lojas de conveniência, entre as 22h00 e as 10h00.

A medida não se aplica a bares e restaurantes, mas sucede-se à política de imposição de um preço mínimo para o vodka, bem como a redução da taxa de alcoolemia permitida aos condutores.

Números do Ministério da Saúde referem que todos os anos morrem 500 mil russos com doenças ligadas ao consumo excessivo de álcool.

A esperança média de vida entre os homens é de apenas 60 anos, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

O presidente, Dmitry Medvedev descreveu o problema de alcoolismo como um “desastre nacional”, mas o ministro russo das Finanças tem outro entendimento.
Alexei Koudrine diz que quanto mais beberem e fumarem, mais os cidadãos russos estão a ajudar os cofres do estado para ultrapassar os “problemas sociais” do pais.