Última hora

Última hora

Governo de Moçambique mantém aumento de preços

Em leitura:

Governo de Moçambique mantém aumento de preços

Tamanho do texto Aa Aa

Ao segundo dia de protestos populares contra o custo de vida, o Governo de Moçambique decidiu manter os aumentos dos preços dos bens essenciais.

Após uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, o porta-voz do governo aconselhou os moçambicanos a trabalhar mais para que seja possível aumentar a produtividade.

Palavras que prometem inflamar a ira da população, que vive num dos países mais pobres do continente africano.

Determinado em prosseguir com o programa de combate à pobreza, o governo indicou que os confrontos entre a polícia e os manifestantes já fizeram sete mortos e 288 feridos.

Esta manhã ficou marcada pela troca de tiros numa das avenidas de Maputo.

A maior parte das lojas está fechada, mas as que abriram mais do que duplicaram as receias.

Há relatos de estradas bloqueadas por pneus e caixotes do lixo.

Os prejuízos decorrentes das manifestações estão estimados em 2,5 milhões de euros e causaram a perda cerca de quatro mil postos de trabalho.