Última hora

Em leitura:

Nuvem piroclástica matou habitantes de Pompeia


science

Nuvem piroclástica matou habitantes de Pompeia

Em parceria com

Uma onda de calor com mais de 250 graus centígrados matou os habitantes de Pompeia. Esta é a conclusão de um estudo do Observatório Vesuviano, ligado ao Instituto de Geofísica e Vulcanologia de Nápoles, Itália.

A erupção do Vesúsio, matou cerca de 200 mil pessoas em Pompeia, no ano 79 depois de Cristo.

Até agora era dado como certo, que os habitantes desta cidade romana teriam morrido sufocados pelos gases da erupção.

Os especialistas examinaram extractos de cinzas no solo da região, moldes feitos com os restos dos corpos, guardados no museu da cidade, e fragmentos de ossos.

Para os cientistas, a posição em que as vítimas foram encontradas prova que a morte foi instantânea e terá sido provocada por fluxos piroclásticos:

Nuvens formadas por gases, cinzas e rochas que podem ser expedidas de vulcões, a grande velocidade, até 160km/hora, e está, normalmente, a uma temperatura entre os 100 e os 300 graus Centígrados.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

science

Cientistas Romenos descobrem nova célula