Última hora

Última hora

Crise política agrava-se em Itália

Em leitura:

Crise política agrava-se em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A crise política em Itália parece longe do fim. Silvio Berlusconi disse que vai pedir ao presidente da República para destituir Gianfranco Fini da presidência da Câmara dos Deputados.

A notícia foi avançada por Umberto Bossi, o líder da Liga do Norte, depois de uma reunião com o primeiro-ministro italiano, na segunda-feira.

As críticas de Fini a Berlusconi levaram à sua expulsão do partido que fundaram juntos, o Povo da Liberdade (PDL), e à criação de um movimento dissidente, Futuro e Liberdade para Itália (FLI).

Este domingo, Fini afirmou que o partido de Berlusconi “está morto”, o que incendiou ainda mais a ira dos antigos aliados.

“O presidente da Câmara dos Deputados é um árbitro. Neste caso, vestiu a camisola, entrou em campo e começou a jogar contra a antiga equipa”, diz Gaetano Quagliarello, do partido Povo da Liberdade.

A oposição mostra-se preocupada com as proporções que o conflito está a tomar: “Obviamente, estamos a ser confrontados com uma nova confusão institucional. Nunca o primeiro-ministro tinha decidido apelar ao presidente da República em conjunto com um ministro de estado para destituir um presidente da Câmara dos Deputados”, acrescenta Alessandro Maran, do Partido Democrático.

Fini garantiu que quer que a legislatura seja cumprida na íntegra, mas deixou claro que vai opor-se às propostas com que não concorde.