Última hora

Última hora

Filho de Ashtiani receia execução da mãe esta semana

Em leitura:

Filho de Ashtiani receia execução da mãe esta semana

Tamanho do texto Aa Aa

O filho de Sakine Mohamadi Ashtiani, a iraniana condenada à morte por lapidação, acredita que a mãe pode ser executada até ao final da semana.

O jovem de 22 anos apelou à intervenção do Vaticano e do governo italiano na contagem decrescente para o fim do Ramadão. Isto numa altura em que os líderes da União Europeia pedem clemência:

“Apelamos às autoridades iranianas para que revejam este caso de uma forma justa e reiteramos que o Parlamento Europeu é contra a pena de morte” afirma Jerzy Buzek, Presidente do Parlamento Europeu.

Ashtiani foi condenada em 2006 por adultério e cumplicidade na morte do marido. O chefe da diplomacia francês promete não poupar esforços para salvar a iraniana de 43 anos.

“Esta é uma pena, um castigo difícil de imaginar. O cúmulo da barbárie que simboliza o regresso à Idade Média. Faço deste um caso pessoal e estou disposto a fazer tudo para a salvar, se for necessário vou a Teerão” refere Bernard Kouchner.

Segundo o embaixador italiano em Teerão que se reuniu, este sábado, com as autoridades iranianas o futuro de Ashtiani ainda não está decidido.

O caso tem mobilizado milhares de pessoas em todo o mundo.