Última hora

Última hora

Incidente no parlamento francês

Em leitura:

Incidente no parlamento francês

Tamanho do texto Aa Aa

Os deputados comunistas provocaram um incidente, na sessão do parlamento francês que, esta terça-feira, discutiu a proposta de alteração dos sitema de reformas.

Os deputados do PCF levantaram-se, dirigiram-se à bancada do Governo e entregaram ao ministro do Trabalho, Eric Woerth, uma petição, com 100 mil assinaturas, pedindo que deixe cair a intenção de mudar a idade de reforma dos 60, para os 62 anos.

O presidente suspendeu a sessão. Minutos depois, na reabertura dos trabalhos, o ministro explicou que a sua proposta não é de esquerda, nem de direita:

“Hoje, vive-se muito mais tempo, é normal, é natural, é lógico prolongar o tempo de trabalho. Todos os gvernos o têm feito, de direita ou de esquerda. O Primeiro-Ministro já disse: isto não é uma reforma de direita, não é uma reforma de esquerda. É uma reforma para a preservação das pensões dos franceses”.

Eta terça-feira, a França está paralisada por uma greve de protesto contra esta alteração. Os sindicatos esperam que as várias manifestações de protestos mobilizem dois milhões e meio de pessoas.

Uma jornada que pode enfraquecer mais o ministro Woerth, envolvido num escandalo de tráfego de influências e fuga ao fisco da herdeira do empório L’Oréal.