Última hora

Última hora

Milhões de londrinos a pé devido à greve

Em leitura:

Milhões de londrinos a pé devido à greve

Tamanho do texto Aa Aa

Uma greve de 24 horas dos trabalhadores do metro de Londres afectou milhões de passageiros.

A greve começou ontem à tarde com os encarregados dos serviços de manutenção abandonaram seus postos de trabalho, seguidos depois pelos condutores e funcionários das estações.

Boris Johnson, o presidente da câmara de Londres explica que quando se enfrentam as circunstâncias financeiras em que nos encontramos, as pessoas têm de entender que faz todo o sentido efectuar reformas no sentido de poupar”.

Os trabalhadores protestam contra a perda de 800 postos de trabalho, mesmo se a direcção assegura que irá manter 50% do serviço em algumas linhas e 25% noutras.

A empresa colocou autocarros e barcos alternativos para garantir o transporte dos passageiros, muitos não tiveram alternativa de todo e tiveram de caminhar a pé ou optar pela bicicleta.

“Normalmente caminho dez minutos hoje tenho mais de uma hora, mas não há problema, é saudável.”

Esta é a primeira de uma série de greves. Os sindicatos apelam a novas paralisações a 3 de Outubro, 2 e 28 de Novembro.