Última hora

Última hora

Primeiro discurso do "Estado da União" perante o Parlamento Europeu

Em leitura:

Primeiro discurso do "Estado da União" perante o Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

Ao estilo da tradição norte-americana, Durão Barroso convocou os deputados do Parlamento Europeu para o primeiro discurso sobre o “Estado da União”, esta terça-feira, em Estrasburgo.
 
A crítica interpreta a atitude do presidente da Comissão Europeia como uma manobra de auto-promoção, mas Barroso disse que “chegou a hora da verdade para a Europa” e que  “ou os 27 sobrevivem juntos ou se afundam um a um”.
 
Durante o discurso, o presidente da Comissão Europeia acrescentou que “a União está hoje melhor do que há um ano” e que recuperação económica vai crescer acima do previsto, “mas permanecem incertezas”.
 
A iniciativa, uma das disposições do Tratado de Lisboa, não escapa à polémica, já que estiveram previstas multas de 75 euros para os eurodeputados que faltassem ao discurso e ao debate que se segue. Perante a contestação geral, houve mesmo que dissesse que parecia que os deputados estavam a ser pagos para ouvir Barroso, a ideia foi adiada.