Última hora

Última hora

EUA cobram a turistas que não precisam de visto

Em leitura:

EUA cobram a turistas que não precisam de visto

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos vão passar a cobrar 14 dólares (11 euros) aos turistas que não precisam de visto para entrar no país. Segundo as autoridades, a nova taxa destina-se promover o turismo e é dirigida aos visitantes originários de 36 países que fazem parte do programa de isenção de vistos, onde se incluem todos os estados da União Europeia.

“O que os turistas precisam de saber é que apenas as pessoas que fazem um novo pedido de autorização de entrada é que precisam de pagar. Se é um dos viajantes que já tem uma aplicação aprovada, então não precisa pagar até o documento perder validade”, declara Jacquelyn Aron Bednarz, Departamento de Segurança Nacional.

A autorização tem uma validade de 2 anos. A Comissão Europeia estuda actualmente a taxa, nomeadamente se é ou não um visto encoberto que viola acordos bilaterais.

Tanto Bruxelas como os operadores turísticos estão preocupados com uma medida que pode reduzir a mobilidade transatlântica.

“Se uma pessoa fizer uma viagem com escalas e tiver que estar duas horas à espera de uma ligação num aeroporto norte-americano, ela vai ter que pagar à mesma. Significa que, se for de viagem com a família, com duas ou três crianças, vai ter que pagar uma soma significativa, sem, no entanto, ter oportunidade de visitar o país”, diz Christiane Vermant, directora de uma agência de viagens belga.

O objectivo, segundo as autoridades norte-americanas, é canalizar as verbas desta taxa para acções de promoção do país e fazer descolar o sector, mesmo que seja preciso pagar mais para conhecer as terras do tio Sam.