Última hora

Última hora

Rival de Berlusconi recusa abandonar o cargo

Em leitura:

Rival de Berlusconi recusa abandonar o cargo

Tamanho do texto Aa Aa

Com a Constituição na mão e diante das câmaras televisivas, o presidente da Câmara dos Deputados de Itália chamou ao primeiro-ministro “analfabeto em direito constitucional” e disse que ninguém o pode demitir.

Gianfranco Fini reagiu assim à ameaça de Silvio Berlusconi de que iria pedir ao presidente da República para destituir o rival. Algo que a Constituição não permite.

Berlusconi tomou a decisão em conjunto com o aliado da Liga do Norte, Umberto Bossi. Ambos consideram que as críticas de Fini ao primeiro-ministro são incompatíveis com o cargo de presidente da Câmara dos Deputados.

Depois de expulsar Fini do partido que fundaram juntos, Berlusconi ficou sem maioria. O primeiro-ministro teme que as hostes do rival bloqueiem a acção do governo.

O cenário de eleições antecipadas é para já evitado. Fini quer ficar até ao final da legislatura em 2013. Até porque, apesar dos escândalos que fragilizaram a imagem de Berlusconi, as sondagens revelam que voltaria a ser eleito.