Última hora

Em leitura:

Natascha Kampusch: "3096 dias" em cativeiro


Áustria

Natascha Kampusch: "3096 dias" em cativeiro

“3096 dias” é o nome do livro e o tempo do sequestro. Natascha Kampusch, a austríaca que esteve em cativeiro durante oito anos e escapou ao seu raptor, publica a sua autobiografia.

Esta noite, numa livraria de Viena, vai ler excertos sobre o drama que viveu dos dez aos dezoito anos numa cave em Strasshof, nos arredores da capital. Um livro baseado nos diários escritos quando estava presa.

O caso fez correr muita tinta e a jovem foi convidada várias vezes para contar a sua história. Foi raptada aos dez anos a caminho da escola, vítima de violência física e psicológica, tratada como escrava pelo raptor que descreve como paranóico. Com o livro Natascha diz querer pôr um ponto final no passado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Ruanda: fuga de informação aponta para crimes de genocídio na RDC