Última hora

Última hora

Turquia vai às urnas para votar sobre Constituição

Em leitura:

Turquia vai às urnas para votar sobre Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra de palavras intensifica-se em Ancara e Istambul, na recta final da campanha para o referendo do próximo domingo.

A 12 de Setembro os turcos são chamados às urnas para votar uma revisão constitucional, que promete servir de teste ao governo de Tayyip Erdogan, a dez meses das próximas eleições gerais.

O polémico pacote, votado em Maio no Parlamento, inclui 26 emendas, que visam reformar a Constituição de 1982, herdada de um golpe de Estado militar dois anos antes.

A oposição acusa o governo de querer limitar os poderes da hierarquia judicial e das forças armadas. Instituições hostis ao Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), no poder, suspeito de tentar “islamizar” o pais.

O executivo contra-ataca e fala numa Turquia mais livre e democrática ao mesmo tempo que diz tratar-se de uma reforma necessária para aderir à União Europeia.

A votação da reforma constitucional surge na sequência, nos últimos meses, de dezenas de detenções de militares, acusados de terem tentado derrubar o governo, em 2003.

A três dias da consulta popular, as sondagens mostram uma ligeira vantagem do “sim”, num processo que conta com o olhar atento de Bruxelas.