Última hora

Em leitura:

Referendo constitucional: Erdogan concentra últimos esforços em Istambul


Turquia

Referendo constitucional: Erdogan concentra últimos esforços em Istambul

A Turquia vota este domingo em referendo a reforma constitucional impulsionada pelo governo conservador de Recep Tayyip Erdogan.

O primeiro-ministro turco concentrou os últimos esforços da campanha pelo “Sim” em Istambul, capital financeira do país.

Erdogan lembrou que o Ramadão que agora termina “tem um significado particular” neste país de maioria muçulmana, ao coincidir com uma fase crucial dos esforços do executivo para avançar com o “conjunto de emendas constitucionais”, que levou o chefe do governo a “viajar por 39 cidades”.

O AKP de Erdogan defende que a reforma vai aproximar a Turquia da Europa. Mas a oposição,
liderada pelo Partido Republicano do Povo e pelo Partido da Acção Nacionalista, acusa a formação islamista moderada de querer assumir o controlo total da Justiça no país.

As sondagens mostram uma sociedade polarizada, com um grande número de indecisos.

A campanha desta sexta-feira ficou marcada por um violento ataque contra um representante da minoria curda.

Um ultranacionalista turco agrediu um deputado do partido pró-curdo Paz e Democracia em Bursa, perto de Istambul.

A formação tem apelado aos curdos, que representam cerca de um sexto da população, para boicotarem o referendo.

O incidente em Bursa acabou por desencadear confrontos entre a multidão que assistia ao comício e a polícia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

13 vítimas de abusos sexuais de padres belgas suicidaram-se