Última hora

Última hora

Obama apela à tolerância religiosa

Em leitura:

Obama apela à tolerância religiosa

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente norte-americano saiu, entretanto, em defesa da tolerância religiosa. Barack Obama lembrou que a grande maioria dos muçulmanos quer a paz e que o terrorismo tem o nome de Al-Qaeda.

“Penso que é extremamente importante que o povo norte-americano procure o que há de melhor em si próprio, que acredite na tolerância religiosa e tenha consciência de quem são os nossos inimigos” afirma.

Clareza que parece faltar em tempos de cólera.
Os planos do pastor fundamentalista norte-americano incendiaram os ânimos no Afeganistão.

Os protestos multiplicaram-se um pouco por todo o país. No norte, pelo menos uma pessoa morreu e seis ficaram feridas durante confrontos entre manifestantes e a polícia.

Palavras de ordem contra os Estados Unidos foram também ouvidas no Paquistão e na Índia.

A intenção de queimar exemplares do Corão indignou o mundo muçulmano e promete continuar.