Última hora

Última hora

Turquia referenda constituição

Em leitura:

Turquia referenda constituição

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia as assembleias de voto já estão abertas. Os eleitores são chamados a votar, em referendo, alterações à constituição.

Em causa estão 26 artigos que, a serem aprovados, vão reforçar o governo islâmico conservador face à oposição laica. As reformas incluem alterações controversas ao aparelho judicial.

Uma sondagem adianta que mais de 50 por cento dos eleitores é a favor de reformas, mas que 17 por cento estão indecisos. Mas a questão que se põe é que a maioria dos turcos pode não saber, ao certo, o que está em jogo.

Taha Erdem, do Instituto Konda, adianta que 1/4 dos eleitores afirmam que sabem no que estão a votar. “No entanto, creio que o número real é mais baixo. Setenta e cinco a 80% dos eleitores são influenciados pelos líderes partidários e famílias”, acrescenta Erdem.

Para a oposição a aprovação das alterações põe em causa a independência da justiça e a separação de poderes.

O referendo acontece no mesmo dia em que se cumprem 30 anos sobre o golpe de estado que conduziu os militares ao poder na Turquia.