Última hora

Última hora

Profundezas do Mar Negro revelam mistério da segunda guerra

Em leitura:

Profundezas do Mar Negro revelam mistério da segunda guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Um mistério da segunda guerra mundial com mais de 68 anos foi descoberto nas profundezas do Mar Negro.

Um grupo de mergulhadores romenos e holandeses afirma ter identificado o casco do submarino russo Eureka, que em 1942 afundou um cargueiro com mais de 768 pessoas a bordo, a maioria judeus.

“O problema é que o casco estava totalmente coberto de algas e corais. Tivemos que realizar vários mergulhos para limpar o casco e depois começámos a descobrir elementos que nos permitiram identificar o submarino”.

A descoberta da embarcação vai permitir agora apurar a razão do afundamento do cargueiro Bulgaro, Struma, quando transportava mais de 700 refugiados judeus da Roménia para a Palestina então sob controlo britânico.

A explicação do incidente o mais grave a envolver civis durante a segunda guerra mundial, estava até hoje por explicar.

O submarino, que na época, era responsável por neutralizar todos os navios estrangeiros nas águas soviéticas, teria sido destruído por uma mina meses depois do ataque.

O Eureka guarda assim, no seu interior, aquela que poderá ser a conclusão de um dos capítulos mais enigmáticos da segunda guerra mundial.