Última hora

Última hora

Governo cubano despede 500 mil funcionários nos próximos seis meses

Em leitura:

Governo cubano despede 500 mil funcionários nos próximos seis meses

Tamanho do texto Aa Aa

O governo cubano anunciou que vai dispensar “pelo menos” 500 mil funcionários dos quadros estatais até meados de 2011.

A medida, apresentada como “uma oportunidade para o exercício do empreendedorismo”, quer permitir que esses trabalhadores se dediquem a outras actividades no sector privado.

Os trabalhadores em causa representam 12 por cento da força de trabalho do sector público da ilha.

Ainda assim, o projecto para reduzir as perdas do estado não termina por aqui, uma vez que a prazo mais de um milhão de trabalhos serão suprimidos.

O Governo cubano emprega cerca de 90 por cento da população activa e paga salários médios mensais de 20 dólares.

A federação oficial de sindicatos do país esclarece que o Estado só manterá nos quadros os trabalhadores afectos aos sectores considerados “indispensáveis” e onde a força de trabalho é historicamente insuficiente, como a agricultura, construção, educação e forças de segurança.

Em troca, o presidente cubano Raul Castro anunciou que o governo se prepara para aumentar o número de licenças para a actividade de empreendedores individuais e pequenas empresas, ao que tudo indica para escoar parte da mão-de-obra que vai ser dispensada pelo Estado.