Última hora

Última hora

Itália investiga ataque de navio da Marinha líbia

Em leitura:

Itália investiga ataque de navio da Marinha líbia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades italianas abriram um inquérito para apurar as circunstâncias do ataque a um barco pesqueiro da Sicília por um navio de patrulha da Marinha líbia, na noite de domingo.

O navio líbio era um dos seis doados recentemente ao governo de Trípoli pelo primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, para ajudar a deter imigrantes ilegais que deixam o litoral africano rumo a Itália.

O ministro italiano do Interior garante que o comandante geral da guarda costeira líbia já pediu desculpas pelo sucedido.

O certo é que o barco pesqueiro Arieste tinha dez homens a bordo quando foi atacado a cerca de 30 milhas da costa Líbia, numa zona reclamada por Tripoli.

A vice-presidente do Senado italiano diz que o que aconteceu é uma prova de que o acordo celebrado entre os dois países não funciona: “Isto era previsível, porque se trata de um acordo completamente desafortunado”, diz Emma Bonino.

Nenhum pescador ficou ferido, mas a embarcação italiana teve de procurar asilo na ilha de Lampedusa, sul da Sicília.