Última hora

Última hora

Itália: justiça penhora bens da "máfia verde"

Em leitura:

Itália: justiça penhora bens da "máfia verde"

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça italiana realizou a maior penhora de bens de sempre, pertencentes a um membro da máfia siciliana.

Os magistrados da Direcção anti-máfia de Trapani apreenderam mais de 1,5 mil milhões de euros em bens em Palermo, Roma e Milão, propriedade de Vito Nicastri.

O empresário, de 54 anos, é apontado como o braço direito do clã Matteo Denaro, encarregado de branquear dinheiro em projectos de energias alternativas.

O responsável da Direcção anti-máfia afirma que, “a penhora de bens tem por objectivo enfraquecer as organizações criminosas a nível militar e económico”.

Entre os bens penhorados encontram-se vários parques eólicos e fotovoltáicos, assim como casas e iates de luxo.

Desde há vários meses que a polícia siciliana lançou uma operação baptizada “Eolos”, para capturar os empresários da chamada “máfia verde”.

O sector das energias alternativas é utilizado frequentemente pela Cosa Nostra como uma plataforma para branquear capitais.