Última hora

Última hora

Protestos violentos em Caxemira fazem pelo menos 19 mortos

Em leitura:

Protestos violentos em Caxemira fazem pelo menos 19 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

A região da Caxemira indiana voltou a ser palco da fúria popular em mais uma jornada de protestos contra as regras de Nova Deli no território de maioria muçulmana.

Manifestações anti-Barack Obama terminaram em confrontos que fizeram pelo menos 19 mortos, entre eles um polícia.

A revolta popular foi incendiada pelas imagens divulgadas de um grupo de cristãos norte-americanos, que no sábado arrancaram em Washington páginas do Alcorão, o livro sagrado do islamismo.

Os protestos na Caxemira indiana já duram há cerca de três meses. Os manifestantes exigem a independência, mas o Paquistão também reclama o território e teme-se que os ânimos se espalhem para a fronteira entre os dois países, que já estiveram em guerra no passado.

Esta segunda-feira foi um dos dias mais sangrentos desde o início da vaga de protestos.

A polícia indiana abriu fogo para tentar controlar a fúria dos insurgentes. Milhares de manifestantes anti-Índia desceram às ruas, lançando fogo a edifícios governamentais e atirando pedras contra esquadras da polícia.

Na aldeia de Tanmarg, no oeste da Caxemira, uma multidão incendiou uma escola religiosa cristã.