Última hora

Última hora

Turista americana libertada pelo Irão reencontra a família

Em leitura:

Turista americana libertada pelo Irão reencontra a família

Tamanho do texto Aa Aa

A cidadã norte-americana acusada de espionagem e libertada por Teerão sob pagamento de uma fiança já aterrou em Omã.

O aeroporto de Mascate serviu de ponto de encontro entre Sarah Shourd e os familiares, antes de embarcar numa nova viagem de regresso aos Estados Unidos.

A turista de 32 anos de idade tinha sido capturada há um ano junto à fronteira do curdistão iraniano, com outros dois americanos, alegadamente depois de se ter perdido durante uma caminhada.

A curto prazo, Sarah Shourd promete continuar a lutar pela libertação dos companheiros: “A partir de agora vou concentrar todos os meus esforços para libertar o meu noivo Shane Bauer e o meu amigo Josh Fattal, porque não consigo gozar a minha liberdade sem eles. Deviam estar aqui ao meu lado. Não merecem nem mais um minuto de prisão”.

Os Estados Unidos foram forçados a pagar a fiança 500 mil dólares, mas o Irão evocou “razões humanitárias” para justificar a libertação, uma vez que Shourd sofrerá de cancro e depressão.

Shane Bauer e Josh Fattal, os dois companheiros de Sarah, vão no entanto aguardar julgamento na prisão, acusados de espionagem.

Washington, que rejeita as acusações, tinha condenado a captura dos três turistas, exigindo a libertação imediata.