Última hora

Última hora

Al-Qaida pode estar por trás de rapto no Niger

Em leitura:

Al-Qaida pode estar por trás de rapto no Niger

Tamanho do texto Aa Aa

Cinco franceses, um togolês e um malgaxe foram raptados no norte do Niger. Os sete homens trabalhavam para a francesa AREVA, que explora a mina de urânio de Arlit, e para a multinacional de construção Vinci, envolvida em trabalhos no local.

A diplomacia francesa mobilizou todos os serviços de Estado, nomeadamente o centro de crise do ministério dos Negócios Estrangeiros.

Bernard Valero, porta-voz do ministério diz que “a ameaça para a segurança é de momento vaga e incerta. É difícil estabelecer se foram bandidos ou alguma forma de terrorismo político”.

Uma fonte das autoridades nigerinas apontou o dedo ao ramo da Al-Qaida no Magrebe Islâmico, responsável pelo rapto em Abril e pela execução em Julho de um francês de 78 anos, também no norte do país.