Última hora

Última hora

Irão: Ayatollah Ali Khamenei apela à união face às vozes da discórdia

Em leitura:

Irão: Ayatollah Ali Khamenei apela à união face às vozes da discórdia

Tamanho do texto Aa Aa

O líder espiritual iraniano, Ali Khamenei, apelou à união entre a elite do país. Um sinal da preocupação crescente na nação dos Ayatollahs com os desacordos que parecem multiplicar-se na cúpula dirigente iraniana.

Khamenei reafirmou o apoio ao presidente Mahmud Ahmadinejad, alvo de críticas recentes por parte da ala mais dura do regime.

Em entrevista a uma televisão norte-americana, o chefe de Estado retirou importância às novas sanções do Ocidente contra o Irão.

Sem mencionar directamente o presidente, o líder religioso e político Akbar Hashemi Rafsanjani criticou a forma como o governo está a lidar com a posição de força das Nações Unidas, dos Estados Unidos e da Europa.

Por outro lado, a libertação da norte-americana Sarah Shourd foi atrasada pela elite judicial, descontente com a intervenção directa do chefe de Estado nas suas competências.

Esta quinta-feira, as forças de segurança revistaram o escritório do líder da oposição, Mir Hossein Moussavi, apreendendo material informático e detendo um colaborador.

Uma tentativa de silenciar o principal rival de Ahmadinejad, segundo os opositores, quando este se prepara para discursar sobre a situação económica do país.