Última hora

Última hora

Washington volta a criticar política monetária chinesa

Em leitura:

Washington volta a criticar política monetária chinesa

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos voltaram a pressionar a China em relação à apreciação do yuan.

Perante o Congresso norte-americano o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, não poupou críticas às autoridades chinesas considerando insatisfatórios os esforços de retirada das limitações cambiais.

No mais duro ataque contra a política monetária do maior parceiro comercial dos Estados Unidos, Timothy Geithner referiu que Washington “e muitos outros parceiros comerciais da China, estamos preocupados com o facto de o ritmo de apreciação ser muito lento e a extensão da apreciação demasiado limitada. Vamos ter em conta as acções da China no nosso próximo relatório de câmbios internacionais e estamos a examinar a importante questão da mistura de ferramentas existentes nos Estados Unidos e que abordagens multilaterais poderão encorajar as autoridades chinesas a procederem a mudanças mais rapidamente.”

Recorde-se que a China tem mantido o yuan subavaliado para garantir uma maior competitividade às empresas exportadoras nacionais.