Última hora

Última hora

FIAT divide-se em duas

Em leitura:

FIAT divide-se em duas

Tamanho do texto Aa Aa

É o fim de um capítulo na história da centenária Fábrica Italiana de Automóveis de Turim.

A FIAT vai dividir-se em duas entidades, uma que agrupará o sector automóvel das marcas Fiat, Lancia, Alfa Romeo, Ferrari e Maserati; outra industrial para a construção dos camiões e autocarros Iveco, máquinas agrícolas e de construção e motores industriais e de barcos.

Sergio Marchionne, o homem que desde 2004 tenta salvar o grupo, explicou que as duas entidades permitem uma maior liberdade de acção e alianças.

Desde que a FIAT adquiriu 20% da americana Crysler não é segredo que o objectivo é expansão e possíveis fusões

De acordo com o plano estratégico, a divisão não põe em causa os 190 mil efectivos do grupo, mas a tensão social é muito forte. A FIAT é o maior empregador privado em Itália e quer rever os contratos laborais para permitir maior flexibilidade, um conceito que tem tudo para desagradar a
os sindicatos.