Última hora

Última hora

Governo alemão desmente Nicolas Sarkozy

Em leitura:

Governo alemão desmente Nicolas Sarkozy

Tamanho do texto Aa Aa

Afinal a chanceler alemã, Angela Merkel, não terá dito ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, que nas próximas semanas iria desmantelar acampamentos de ciganos.

Esta quinta-feira, no Conselho Europeu, Sarkozy avançou que tinha o apoio da chanceler e que esta lhe disse que iria proceder a evacuações de acampamentos nas próximas semanas.

O desmentido não tardou ao final da tarde e foi repetido esta sexta-feira pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Guido Westerwelle.

“A chanceler disse-o publicamente e disse-me pessoalmente que esta conversa com este conteúdo não aconteceu. Só posso pensar que houve um mal entendido”, declarou Westerwelle.

A política de expulsão de ciganos está a suscitar críticas de vários países da União Europeia e da própria Comissão. Nicolas Sarkozy e Durão Barroso terão trocado “violentos argumentos” à margem da reunião do Conselho Europeu. Em entrevista a uma rádio, o chefe da diplomacia francesa também deixou escapar a palavra “incidente”.

O braço-de-ferro entre Nicolas Sarkozy e a Comissão Europeia continua. Esta sexta-feira, a comissária da Justiça, Viviane Reding, reafirmou que vai avançar com uma acção judicial contra a França se o Governo de Paris continuar a discriminar uma minoria étnica.

A oposição vem também do interior do país. Nos arredores de Paris, um autarca do Partido Comunista colocou um terreno à disposição dos ciganos romenos que há um mês viram o seu acampamento desmantelado.