Última hora

Última hora

Rebeldes curdos negam estar por trás de mina que fez 10 mortos no sudeste da Turquia

Em leitura:

Rebeldes curdos negam estar por trás de mina que fez 10 mortos no sudeste da Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes curdos negam responsabilidade pela explosão da mina que fez pelo menos dez mortos e quatro feridos no sudeste da Turquia.

O exército recuperou no local uma mochila com outras duas minas, um detonador e explosivos plásticos.

A deflagração ocorreu à passagem de um pequeno autocarro numa área remota junto à aldeia de Geçitli. O primeiro-ministro turco classificou o incidente como um ataque “terrorista”, alusão habitual aos militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão. Recep Tayyip Erdogan afirmou que “mais uma vez, esta explosão é responsabilidade de terroristas”, contra os quais Ancara “está determinada a lutar”.

Os rebeldes asseguram que se mantém em vigor até ao próximo dia 20, como previsto, o cessar-fogo nas operações contra as forças turcas. As vítimas do ataque desta quinta-feira eram todas civis, entre as quais uma criança de três anos e um bebé.