Última hora

Última hora

Desemprego em Espanha leva mão-de-obra a vindimas francesas

Em leitura:

Desemprego em Espanha leva mão-de-obra a vindimas francesas

Tamanho do texto Aa Aa

Muitos viticultores franceses vêem-se este ano confrontados com uma grande oferta de mão-de-obra espanhola.

Com cerca de um quinto da população activa desempregada no país vizinho, o fluxo de trabalhadores sasonais tornou-se particularmente intenso. Mas as condições de trabalho nas vindimas francesas já não são o que eram.

Um trabalhador espanhol diz que “o sector da construção está em crise e por isso as pessoas buscam refúgio no campo. Mas também é complicado, já que os salários são mais baixos do que deveriam”.

Outro acrescenta que trabalham “25 dias por entre 63 e 65 euros por dia”.

Aos trabalhadores espanhóis, juntam-se essencialmente portugueses e imigrantes de países de Leste e do Magrebe.

Apesar das condições difíceis, muitos estudantes – nacionais e estrangeiros – participam também anualmente no ritual, entre Setembro e Outubro.