Última hora

Última hora

Papa aclamado e contestado em Londres

Em leitura:

Papa aclamado e contestado em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

O último dia da visita papal a Londres foi marcado por sinais diferentes.

No Hyde Park, cerca de 80 mil pessoas juntaram-se numa celebração e entoaram cânticos e palavras de ordem de apoio ao cardeal Ratzinger.

A missa foi dedicada ao cardeal John Henry Newman que, em 1845, trocou a igreja anglicana pela católica.

Será beatificado este domingo, durante uma missa campal em Birmingham.

Num cartaz, podia ler-se que os católicos “estão 100 por cento com o Papa”.

O chefe da igreja de Roma conversou com vítimas dos padres pedófilos, um homem e quatro mulheres. Manifestou-lhes compreensão pelo sofrimento que tem durado uma vida inteira.

O encontro prolongou-se por 40 minutos.

Foi a quinta-vez que Bento XVI se encontrou com pessooas que, na infância, foram abusadas por padres.

As proporções do fenómeno são cada vez maiores, tal como os protestos.

Em Londres, este sábado, uma multidão manifestou-se contra o Papa, apelidado de “anti-Cristo” e “criminoso”.

Foram exibidos cartazes, exigindo a renúncia de Bento XVI, por ter responsabilidades pessoais no silenciamento destes crimes.

Entretanto, foram libertados seis homens, detidos sexta-feira, por suspeita de terrorismo.