Última hora

Última hora

ONU discute novas formas de financiamento

Em leitura:

ONU discute novas formas de financiamento

Tamanho do texto Aa Aa

Em plena crise económica internacional encontrar meios e vontade para financiar a solidariedade pode ser uma tarefa difícil.

Na Cimeira do Milénio da ONU os chefes de Estado e de Governo tentam encontrar formas de financiamento, mais inovadoras.

Para o presidente francês, Nicolas Sarkozy, esta é a hora de agir. “Os financiamentos inovadores, como a tributação das operações financeiras, podemos decidi-los aqui. Porquê esperar?”

O primeiro-ministro espanhol, José Luis Zapatero, confirma a urgência da introdução destas novas formas de financiamento. “Temos de introduzir um imposto sobre as transacções financeiras internacionais para que possamos cumprir os Objectivos do Milénio”.

É necessário encontrar novas formas de financiamento. Aplicar taxas ao turismo, à internet, aos telemóveis ou aos bilhetes de avião, pode ser a solução.

Alguns países já as aplicam. Em 2005 o ex-presidente francês, Jacques Chirac, anunciou uma nova taxa sobre os bilhetes de avião. “A Cimeira de Setembro vai marcar uma nova etapa no financiamento para o desenvolvimento, com o lançamento de um imposto de solidariedade sobre os bilhetes de avião… Pedi ao governo para iniciar os procedimentos necessários para o estabelecimento dessa taxa no próximo ano. “

O imposto internacional de solidariedade sobre os bilhetes de avião pode variar entre 1 e 40 euros por passageiro, consoante o destino e a classe escolhida.

Esta medida permitiu à França somar mais 160 milhões de euros ao seu orçamento anual para ajuda internacional.

Taxar as transacções financeiras internacionais não parece reunir consenso.

Os países da União Europeia aprovaram a medida, em Junho passado, na condição desta encontrar apoio no seio do G20.

No entanto esta foi uma medida fracturante na cimeira de Toronto do G20, com as economias emergentes, a Austrália e o Canadá a oporem-se a este novo imposto sobre a banca.