Última hora

Última hora

Calderon quer proteger jornalistas da ameaça dos narco-traficantes

Em leitura:

Calderon quer proteger jornalistas da ameaça dos narco-traficantes

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do México tem um plano para proteger os jornalistas no país, onde pelo menos 37 foram assassinados desde 2007.

O projeto governamental contempla medidas como “um sistema de alerta rápido”, “reformas legais para prevenir a prescrição dos crimes na área” e “a criação de um Conselho Consultivo que permita identificar os motivos das agressões aos jornalistas”.

O anúncio surge depois de mais um assassinato, há uma semana, de um fotógrafo no norte do país, que motivou um pedido de trégua ao crime organizado por parte do jornal que o empregava.

Os assassinatos de jornalistas no México aumentaram substancialmente desde que Calderon lançou uma ofensiva militar contra o tráfico de drogas, quando assumiu o cargo, no fim de 2006.

Desde então, mais de 28 mil pessoas morreram no país, a maioria vítimas de crimes atribuídos pelas autoridades a confrontos entre bandos de narcotraficantes.