Última hora

Última hora

França volta a paralisar

Em leitura:

França volta a paralisar

Tamanho do texto Aa Aa

É a segunda paralisação em França em menos de um mês contra a reforma do sistema de pensões.

A greve geral está a afectar a circulação de transportes ferroviários, aéreos e urbanos em várias cidades. Dezenas de voos entre Portugal e França foram anulados.

O governo diz que a reforma é inevitável para assegurar as necessidades de financiamento do sistema de pensões e, em alguns casos, a revolta começa a dar lugar à resignação.

Um cidadão francês defende que “há coisas que são inevitáveis e que é necessário reformar, mas penso que, se houvesse concertação, um acordo sobre questões fundamentais seria mais vantajoso.”

Outro refere: “Penso que estamos condenados a trabalhar mais tempo e se não o fizermos hoje vamos ter que o fazer mais tarde. Penso que é para o nosso bem e para o bem das nossas crianças. Por isso, compreendo que o governo não queira recuar, mas penso que deve fazer alterações em relação às profissões mais duras. Mas é importante fazê-lo.”

A 07 de Setembro, os sindicatos garantem ter mobilizado mais de dois milhões e meio de pessoas. A polícia fala de um milhão.

As greves saem caras aos trabalhadores. Os analistas acreditam, por isso, que o impacto desta paralisação vai ficar aquém das expectativas.