Última hora

Última hora

Mineiros reforçam protestos em Espanha

Em leitura:

Mineiros reforçam protestos em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Entre greves de fome e cortes de estradas, os mineiros espanhóis intensificam os protestos em nome do pagamento de salários em atraso e de mais garantias do governo sobre o futuro do sector do carvão.

No norte de Espanha, cerca de 200 homens continuam uma “Marcha Negra”, a segunda na história do país.

O grupo partiu da localidade de Villablino e deve percorrer cerca de 200 quilómetros até chegar a Leão, a 29 de Setembro, dia de greve geral convocada pelas duas maiores centrais sindicais espanholas.

O governo diz estar a fazer os possíveis. Desde Fevereiro que um decreto impõe aos serviços públicos o consumo de carvão espanhol, em vez do importado, normalmente mais caro. Mas esta medida não recebeu o aval da União Europeia.

A Comissão Europeia quer igualmente fechar dentro de quatro anos as minas subvencionadas em território europeu.

Conscientes da fragilidade do sector, 66 mineiros estão barricados desde 2 de Setembro, a 500 metros de profundidade, para exigir o pagamento dos salários.