Última hora

Última hora

O telefone não tocou para Teresa Lewis

Em leitura:

O telefone não tocou para Teresa Lewis

Tamanho do texto Aa Aa

Um estado norte-americano voltou a aplicar a pena capital. Teresa Lewis foi executada esta noite no estado da Virgínia, por injecção letal.

Uma sentença sem clemência, por parte do governador do estado ou do Supremo tribunal.

Apesar de mais de 4 mil pedidos de indulto, o telefone dentro da sala de execuções não soou para anunciar a comutação da pena.

Lewis tinha sido condenada à pena de morte em 2002, por ter planeado o assassínio do marido e do enteado e apesar de sofrer de perturbações mentais.

Os dois autores do crime, um dos quais um amante de Teresa, foram condenados à pena perpétua.

A mulher de 41 anos torna-se a primeira a ser executada na Virgínia em 98 anos, o estado norte-americano que detém o recorde do maior número de condenações à morte, depois do Texas.

Segundo as estatísticas, apenas 1% das mais de 1600 pessoas condenadas à pena capital nos Estados Unidos, desde 1973, eram mulheres.