Última hora

Última hora

Aumenta a contestação ao "Stuttgard 21"

Em leitura:

Aumenta a contestação ao "Stuttgard 21"

Tamanho do texto Aa Aa

A contestação não pára, em Estugarda. O movimento começou no ano passado, mas desde o final de Agosto as manifestações tornaram-se quase diárias, nesta cidade alemã. A última data deste fim-de-semana, e reuniu entre 10 mil e 30 mil manifestantes.

Em causa, “Stuttgard 21”, um projecto ferroviário que acabou por se transformar num pomo de discórdia política. O “Stuttgard 21” projecta a reconstrução total do actual terminal de caminhos-de-ferro por forma a transformá-lo numa espécie de placa giratória ferroviária da Europa, acessível pelo Norte como pelo Sul.

Mas para construir a nova estação, subterrânea, vai ser preciso arrasar uma parte da cidade, incluindo algumas árvores centenárias. A isso soma-se uma derrapagem orçamental no projecto inicialmente orçado em cerca de quatro mil milhões de euros.

Os Verdes e uma parte da esquerda opõem-se ao projecto. A cerca de seis meses das eleições regionais, as sondagens dão conta que uma coligação entre o SPD e os verdes deixa antever o risco de que a CDU perca as eleições neste ‘lander’, que o partido de Angela Merkel controla há quase 60 anos.