Última hora

Última hora

Legislativas decidem futuro da revolução de Chavez

Em leitura:

Legislativas decidem futuro da revolução de Chavez

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro de Hugo Chavez é decidido hoje, nas urnas, na Venezuela.

A dois anos das presidenciais, o país vai eleger um novo Parlamento, para substituir aquele monopolizado até hoje pelo partido socialista.

A oposição, que boicotou as últimas legislativas, espera agora regressar em força à assembleia para retirar a maioria à formação do presidente e dificultar a adopção de novas medidas do chamado “processo revolucionário”.

Um cenário pouco provável, segundo os analistas, depois de uma reforma das circunscrições eleitorais feita à medida das ambições presidenciais.

A comissão eleitoral garante, no entanto, ter tomado todas as medidas para garantir um sufrágio transparente e evitar fraudes, com controlos sistemáticos de todas as máquinas de voto electrónico.

Após 12 anos de mandato, a popularidade de Chavez encontra-se em queda, embora se situe ainda nos 50%.

A oposição, unida sob a bandeira do Conselho da Unidade Democrática, apostou, durante a campanha, nos temas da insegurança e do aumento da inflação, que actualmente atinge os 30%.

Factores que, a par com o regresso da oposição ao parlamento, poderão dificultar os próximos dois anos de mandato de Chavez.