Última hora

Última hora

Sociais-democratas alemães tentam reconquistar eleitorado

Em leitura:

Sociais-democratas alemães tentam reconquistar eleitorado

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do desaire nas legislativas de 2009, os sociais-democratas alemães (SPD) reúnem-se este domingo num Congresso nacional, em Berlim, para debater temas como a integração dos estrangeiros e a política económica e social.
 
O objectivo é definir estratégias para reconquistar o eleitorado: “O facto de Angela Merkel e o seu partido se dirigirem cada vez mais para a direita abre caminho aos que estão interessados no êxito, na educação, mas também na igualdade social, no meio ambiente e na protecção dos consumidores”, diz Sigmar Gabriel, líder dos sociais-democratas alemães (SPD).
 
O líder dos sociais-democratas, o principal partido da oposição, mostra-se optimista em ganhar poder no cenário político alemão.
 
Mas uma sondagem coloca o partido em pé de igualdade com os Verdes, num momento em que o Governo de Angela Merkel desce nas intenções de voto perante a revolta anti-nuclear dos últimos dias.
 
Significa isto que se as eleições fossem hoje, os dois partidos poderiam formar uma nova aliança com uma margem de 14 por cento de avanço sobre os partidos da direita alemã, aliados de Merkel.
 
Mas neste momento os sociais-democratas enfrentam um problema interno.
 
Thilo Sarrazin é alvo de um processo de expulsão do SPD, na sequência de declarações consideradas racistas. Ainda assim o antigo administrador do Banco Central Alemão tem recebido muitos apoios de militantes de base.