Última hora

Última hora

Alemanha: Merkel criticada por aumento de subsídios

Em leitura:

Alemanha: Merkel criticada por aumento de subsídios

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, a decisão da Chanceler Angela Merkel de oferecer um pequeno aumento nos subsídios sociais está a ser alvo de fortes críticas.

Após oito meses de reformas, o subsídio de desemprego, conhecido como Hartz IV, acabou por aumentar apenas em 5 euros por mês.

A ministra alemã do trabalho, Ursula von der Leyen, defendeu a reforma e o baixo aumento dos benefícios sociais afirmando que se tratou apenas de tornar os cálculos mais transparentes.

Esta posição contudo gera controvérsia.

“Hartz IV é um desastre total. O objectivo do programa é lutar contra a pobreza mas não é isso que acontece. Agora existem duas vezes mais de pessoas na pobreza do que antes do Hartz IV”, disse Ulrich Schneider, um dos principais responsáveis de uma organização que reúne várias associações de carácter social.

A medida necessita agora de ser aprovada por ambas as câmaras da assembleia para ser implementada a partir de Janeiro do próximo ano.