Última hora

Última hora

Israel pede fim das investigações aos ataques a Gaza

Em leitura:

Israel pede fim das investigações aos ataques a Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Israel pediu às Nações Unidas para por termo às investigações sobre a ofensiva à Faixa de Gaza, entre Dezembro de 2008 e Janeiro de 2009, com o argumento de que o Conselho de Direitos Humanos da ONU foi “obsessivamente tendencioso”.
 
As autoridades israelitas justificaram a operação como uma tentativa de deter os ataques do Hamas.
 
“A investigação rejeitou o ponto de vista israelita de que a estrutura governamental em Gaza, incluindo o edifício do Conselho Legislativo, era um alvo legítimo”, diz Christian Tomuschat, presidente do Comité de Especialistas.
 
Um relatório das Nações Unidas considerou que tanto os israelitas como os palestinianos cometeram “crimes de guerra” e disse que as investigações sobre violação dos direitos humanos em ambos os lados não foram suficientes.
 
“Assistimos a mais um exemplo de como Israel não consegue ser ouvida de forma justa no Conselho de Direitos Humanos. Os países Árabes não respeitam os Direitos Humanos, mas este é o Conselho dos Direitos Humanos. Infelizmente eu não tenho qualquer tipo de expectativa em relação a este Conselho”, confessa Aharon Leshno Yaar, embaixador de israelita para a ONU em Genebra.
 
O Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, também discutiu um outro relatório. Desta vez sobre o ataque militar israelita a uma frota que transportava humanitária para a Faixa de Gaza.
 
O documento diz que o ataque violou os direitos humanos e a lei humanitária internacional.