Última hora

Em leitura:

As duas Coreias frente-a-frente ao fim de dois anos


Coreia

As duas Coreias frente-a-frente ao fim de dois anos

Tudo a postos para a retoma das negociações militares entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte. O encontro – o primeiro dos últimos dois anos – está agendado para esta quinta-feira.

O naufrágio da corveta sul-coreana, em Março, e delimitação da fronteira marítima no Mar Amarelo são alguns dos assuntos em cima da mesa.

A reunião ocorre numa altura em que o regime prepara o filho mais novo do líder norte-coreano para assumir o poder.

Esta semana, foi nomeado general de quatro estrelas e eleito para o primeiro posto de liderança no Partido dos Trabalhadores.

Segundo um analista em causa está a estabilidade do país. A necessidade de encontrar um sucessor, adianta, foi criada com o enfarte ou com o, alegado, enfarte de Kim Jong-Il. O objectivo, garante, é passar a imagem dentro e fora do país, de que a Coreia do Norte continua a ter um líder.

O futuro sucessor de Kim Jong Il terá estudado na Suíça e na Coreia do Norte. Mas dele pouco se sabe. Mantém-se afastado do público à semelhança do que fez o pai antes de assumir as rédeas do poder.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Dia de protestos em Bruxelas