Última hora

Última hora

Encontro entre as duas Coreias sem progressos

Em leitura:

Encontro entre as duas Coreias sem progressos

Tamanho do texto Aa Aa

Seul esperava um pedido de desculpas de Pyongyang, mas as expectativas depositadas na retoma das negociações militares entre as duas Coreias caíram por terra.

Responsáveis da Coreia do Norte e da Coreia do Sul reuniram-se, esta quinta-feira, pela primeira vez ao fim de dois anos.

Um encontro visto como uma oportunidade para dissipar tensões entre os países vizinhos e que ficou marcado pela ausência de avanços.

As relações entre Pyongyang e Seul deterioraram-se em Março, após o naufrágio de uma corveta sul-coreana no mar Amarelo e que provocou a morte a mais de 40 marinheiros.

De acordo com um inquérito internacional o naufrágio foi causado pela a Coreia do Norte. Pyongyang descarta qualquer responsabilidade.

O novo frente-a-frente entre as duas Coreias ocorre numa altura em que o regime prepara a passagem de testemunho de Kim Jong-Il.

A imprensa da Coreia do Norte pôs, hoje, fim à reclusão do futuro líder do país e divulgou imagens de Kim Jong-Un.

O filho mais novo do Presidente assumiu, esta semana, o cargo de general militar, naquela que é considerada a primeira etapa de sucessão.