Última hora

Última hora

Lágrimas de revolta em Estugarda

Em leitura:

Lágrimas de revolta em Estugarda

Tamanho do texto Aa Aa

Protestos e lágrimas em Estugarda contra o projecto de abate de 300 árvores centenárias para dar lugar à construção de uma estação ferroviária ultramoderna.
O corte das primeiras árvores dos jardins de Schlossgarten levou a um aumento da tensão entre manifestantes e as forças da ordem.

Mais de uma centena de pessoas ficaram feridas nos confrontos que se mantêm desde praticamente o começo das obras, em Julho.
O projecto “Estugarda-21” prevê o fim da antiga estação central e a construção de outra estrutura mais moderna, subterrânea, com vias que cruzam a cidade, capital de Baden-Württemberg, para facilitar as comunicações ferroviárias.

A obra é defendida pelo partido União Democrata-Cristã, da chanceler Ângela Merkel, conta com a resistência dos três grandes partidos da oposição, os social-democratas, o Partido Verde e a Esquerda. Um milhar de polícias protege permanentemente as polémicas obras.