Última hora

Última hora

Campanha xenófoba escandaliza suíços

Em leitura:

Campanha xenófoba escandaliza suíços

Tamanho do texto Aa Aa

A extrema-direita suíça volta a atacar com mais uma campanha xenófoba que começou de forma anónima e que escandaliza a Confederação Helvética.
Dezenas de cartazes mostram desde segunda-feira ilustrações em que três ratos com as cores da Roménia, Itália e da União Europeia roubam um queijo suíço.

A campanha foi lançada pela UDC no cantão fronteiriço com a Itália, exibe um ladrão romeno, Bogdan; um operário italiano, Fabrizio, e um certo Giulio, que representaria o ministro italiano das Finanças, Guilio Tremonti.

O líder do partido Pierre Rusconi diz que não percebe a indignação das pessoas porque “os personagens da campanha são simpáticos e expõem temas que dizem respeito a toda a gente”.

Os partidários da extrema-direita denunciam num site a “invasão” de 45.000 trabalhadores na fronteira do cantão e “a criminalidade importada”.

Do lado italiano os cartazes da extrema-direita suiça são recebidos com a mesma indignação. Os democrats apelam ao encerramento dos sites para limitar “este triste caso de racismo estúpido contra os fronteiriços italianos”.

Os cartazes provocaram uma onda de protestos na Confederação Helvética onde não é a primeira fez que o UDC faz este tipo de campanha agressiva com frequência.