Última hora

Última hora

Plano do FMI domina legislativas na Letónia

Em leitura:

Plano do FMI domina legislativas na Letónia

Tamanho do texto Aa Aa

A Letónia vai hoje a votos, de olhos postos na crise económica.
 
Um sufrágio transformado num referendo ao desempenho do actual primeiro-ministro e à manutenção do plano de assistência do FMI.
 
Segundo as sondagens, a coligação de centro direita deverá ser reconduzida no poder, embora deva obter menos votos do que o partido russófono Centro da Concórdia, oposto ao plano do FMI.
 
Um cenário que poderá levar o actual chefe de governo a incluir o partido russófono na futura coligação governamental, uma situação inédita, doze anos após a independência do país da Uniâo Soviética.
 
Segundo um analista económico, “apesar do debate em torno das ajudas internacionais, a realidade é que o país não tem qualquer alternativa ao plano de ajuda do FMI e da União Europeia, ao fim e ao cabo ninguém quer tocar neste plano”.
 
A Letónia encontra-se sob assistência do FMI desde o ano passado depois da economia ter caído mais de 25% e o desemprego ter superado os 20%.
 
As ajudas do FMI obrigaram o governo a aplicar severas medidas de austeridade, criticadas pela maioria dos letões.