Última hora

Última hora

Dilma vence, mas não convence

Em leitura:

Dilma vence, mas não convence

Tamanho do texto Aa Aa

Dilma Rousseff venceu a primeira volta das eleições presidenciais brasileiras, mas sem conseguir mais de metade dos votos, o que a vai obrigar a disputar uma segunda volta, a 31 de Outubro.

Foi uma vitória com saber amargo, porque ela sempre confiou que seria eleita este domingo.

Na segunda parte do escrutínio, a sua votação cresceu constantemente, distanciou-se de José Serra, mas ficou aquém dos objectivos. Uma diferença de 14 pontos percentuais não foi suficiente.

Uma decepção para Dilma Rousseff, mas também para o presidente Luis Inácio Lula da Silva que a escolheu para protagonizar a candidatura do Partido dos Trabalhadores.

Ao longo dos seus dois mandatos, ela foi sempre considerada o braço direito de Lula.

Os escândalos envolvendo gente da sua equipa podem explicar a fuga de eleitores, para a candidata de “Os Verdes”, Marina Silva.