Última hora

Última hora

Geert Wilders em julgamento

Em leitura:

Geert Wilders em julgamento

Tamanho do texto Aa Aa

O líder da extrema-direita da Holanda, Geert Wilders, começou hoje a ser julgado, em Amesterdão.

Acusado de incitação ao ódio racial e discriminação contra os muçulmanos, Wilders arrisca um ano de prisão ou uma multa de 7.600 euros.

O líder populista, dirigente do Partido para a Liberdade, proferiu por diversas vezes em público injúrias contra os muçulmanos tendo comparado o Corão ao livro Mein Kampf de Adolf Hitler.

Mas a maior polémica surgiu quando foi divulgado através da internet o filme de 17 minutes, “Fitna”, onde Wilders assume uma missão pessoal: a luta contra a islamização da Holanda.

O julgamento surge num momento em que o líder do PVV se tornour numa figura incontornável da cena política do país ao viabilizar com o apoio do seu partido a aliança entre libearia e democratas-cristãos, pondo fim a nove meses de instabilidade governativa.

Logo no início, a sessão foi suspensa por alguns minutos, devido ao pedido do advogado para que Wilders possa exprimir-se em tribunal.

Em sua defesa, o deputado invoca o direito à liberdade de expressão.