Última hora

Última hora

Muçulmano moderado pode abrir caminho a reformas na Bósnia-Herzegovina

Em leitura:

Muçulmano moderado pode abrir caminho a reformas na Bósnia-Herzegovina

Tamanho do texto Aa Aa

A eleição de um muçulmano moderado para a presidência colegial da Bósnia-Herzegovina poderá oferecer uma saída ao impasse em que vive o país.

Bakir Izetbegovic, de 54 anos, defende o diálogo com os sérvios da Bósnia para permitir as reformas exigidas por Bruxelas.

O líder muçulmano promete “estabilizar a situação [no país] e um futuro melhor para os cidadãos, com paz e melhores condições para o desenvolvimento da economia”.

O país vive bloqueado há quatro anos pelo braço-de-ferro entre os muçulmanos da Bósnia, que querem um Estado central forte, e a comunidade sérvia, que defende uma maior autonomia – ou mesmo a separação – da República Srpska.

A minoria croata garantiu a recondução de Zeljko Komsic na presidência tripartida e já se mostrou interessada em negociações para criar a sua própria entidade, separada da Federação croato-muçulmana.

As eleições gerais deste domingo serviram para escolher os representantes da presidência colegial, do parlamento central e das assembleias das duas entidades que compõem o país.