Última hora

Última hora

Suecos contra extrema-direita no Parlamento

Em leitura:

Suecos contra extrema-direita no Parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

Os suecos sairam à rua para contestarem a entrada da extrema-direita no Parlamento.

Mais de 450 mil pessoas concentraram-se nas ruas de Estocolmo e noutras cidades do país em resposta à chamada das associações anti racistas e dos partidos de esquerda.

Trata-se de uma reacção aos resultados eleitorais das legislativas de 19 de Setembro que levaram pela primeira vez ao Parlamento deputados de extrema-direita.

O presidente do parlamento sueco, Per Westerberg, foi reeleito com os votos da extrema-direita, após o fracasso de um consenso entre a esquerda e a direita.