Última hora

Última hora

Primeiro censo global da vida marinha descobre milhares de novas espécies

Em leitura:

Primeiro censo global da vida marinha descobre milhares de novas espécies

Tamanho do texto Aa Aa

A diversidade oceânica é bastante maior e mais interligada do que se pensava. O primeiro recenseamento global da vida marinha do planeta revelou milhares de novas espécies, entre as quais um camarão que se julgava extinto desde o período Jurássico ou um caranguejo “peludo”.

Dois mil e setecentos investigadores de mais de 80 países participaram, durante dez anos, em centenas de expedições que abrem agora uma nova janela para os oceanos.

Um dos peritos que elaborou o relatório final explica que “haverá provavelmente 250 mil espécies conhecidas nos oceanos mas, no total, o número pode ultrapassar um milhão, sem contar com os micróbios. Por isso, muito trabalho continua por fazer”.

Foram identificadas seis mil novas espécies e a estimativa das conhecidas aumentou em vinte mil, mas um quinto dos oceanos continua por explorar.

O estudo compila também os trajectos migratórios das espécies e os efeitos humanos, mais significativos do que o inicialmente previsto.